A luz nas exposições e museus: ofuscamento

Você já foi a uma exposição e não conseguia enxergar a legenda simplesmente porque refletia a luz? Ou ainda você já não conseguiu ler ou ver o que estava na vitrine por conta do reflexo da luz, das sombras ou do seu próprio reflexo?

Museu de anatomia Veterinária da USP. Vitrine com reflexos das janelas atrás.

Isso ocorre por erros no Controle de Ofuscamento. Ofuscamento é alguma que faz com que o que você deseja ver fique menos visível, fique confuso ou a visão pareça turvada. Ele acontece com a reflexão da luz nos objetos da exposição.

É muito importante controlar o ofuscamento nas exposições para que os visitantes não percam o interesse no que está sendo visto. Afinal, se há alguma dificuldade em enxergar o que quer ser dito, o esforço vai cansando o visitante e ele se desinteressa pelo tema. Então o conforto visual para a leitura e visualização das peças deve ser prioridade em projetos de iluminação de museus e exposições.

Para evitar o ofuscamento podem ser utilizadas inúmeras técnicas utilizando a luz natural e artificial.

Na iluminação natural:

  • Iluminação zenital: dar preferência a esse tipo de iluminação. Ela permite que a luz natural venha por grandes aberturas feitas no teto dos ambientes.  Em geral indicada para salas ou corredores de exposição mais amplos. Em ambientes, pode ser utilizada para aumentar a dramaticidade de alguma exposição, de forma intencional.
  • Usar também tipos de vidros/acrílicos ou materiais translúcidos (e não transparentes) nessas aberturas. Isso possibilita que a luz entre de maneira difusa e não penetrem os raios de sol diretamente no ambiente.
  • Evitar o uso de janelas e iluminação natural lateral. No caso da construção de um museu, é possível projetá-lo sem janelas nos espaços expositivos. Quando o espaço já existe devem ser feitos controles de ofuscamento através de brises, películas ou outros aparatos específicos.

Na iluminação artificial:

  • Uso de luminárias adequadas. Existem luminárias específicas para controle de ofuscamento no mercado e a escolha deve ser adequada as necessidades de cada projeto.
  • Controle de Ofuscamento. Este é o fator fundamental para o controle do ofuscamento em exposições e o mais difícil de executar. Quanto mais superfícies especulares, maior a reflexão. Mas a reflexão também pode ocorrer em obras de arte, legendas posicionadas no foco de luz, etc.  Por isso é necessário a contratação de um arquiteto de iluminação.

“Não existe uma solução garantida para este problema; assim, os projetistas precisam estar cientes de todas as fontes potenciais de ofuscamento e reflexão. Os problemas acarretados pelo ofuscamento são complexos e não podem ser evitados quando se projeta apenas com plantas baixas; o problema do ofuscamento exige que o projetista pense constantemente em 3 dimensões e visualize a cena que o usuário experimentará”. (INNES, 2014, p.99)

Veja o exemplo de como foi solucionado o problema das reflexões de luz em obras e balcões de vidro no museu de vida e arte religiosa de Saint Mungo, em Glasgow, Reino Unido (INNES, 2014, p.101):

Problemas de reflexão no projeto do Museu de Vida e Arte Religiosa de Saint Mungo, Glaslow, Reino Unido. A luz reflete em todos os vidros e obras criando ofuscamento. Fonte: INNES, 2014, P. 101.

Solução: redução do contraste com lâmpada dimerizável, santa, e refletor desenvolvido especialmente para este projeto. Fonte: INNES, 2014, P. 101.

_____

Para saber mais sobre os tipos de iluminação – natural, artificial, difusa, focada, etc – conheça nosso outro artigo: Como acertar na iluminação da exposição?

_________

Curta nossas redes sociais:

Insta: @criticaexpografica | Face: facebook.com/criticaexpografica

_________

Crítica Expográfica é escrito por Renata Figueiredo Lanz, que, além de produtora de conteúdo neste blog também é diretora de criação da Renata Figueiredo | design gráfico + expografia . Para entrar em contato envie um e-mail para renata@refigueiredo.com.br

_________

Gostou do post ou tem uma outra opinião? Deixe seu comentário abaixo.

Um comentário sobre “A luz nas exposições e museus: ofuscamento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s