12 chances para publicar seu artigo acadêmico já!

Precisando publicar?

Veja aqui 12 Congressos, seminários, revistas e muito mais nos quais você pode publicar. Na lista das revistas existem várias com conceitos A ou B no Qualis 2014, sim, isso mesmo, daquelas que vale muito a pena publicar e ter no Lattes.

Na lista abaixo é possível encontrar possibilidades para a publicação na área de artes, design, arquitetura, museus, etc.

Se você conhecer alguma outra que não esteja aqui, fique a vontade para sugerir tanto no blog quanto na nossa página do facebook.

 

REVISTAS, ANAIS, ENTRE OUTRAS PUBLICAÇÕES

1. Anais do Museu Paulista (qualis A1 para artes e A2 para arquitetura)

Os Anais do Museu Paulista publicam artigos teóricos e monográficos que tenham como eixo as práticas sociais intermediadas pela materialidade e tratadas como questões históricas. A revista possui seis seções: Debates, Estudos de Cultura Material, Museus, Documentação, Bibliografia, Conservação e Restauração. A seção Debates apresenta trabalhos de natureza conceitual e metodológica ou balanços temáticos que são potencialmente polêmicos. O texto-base é acompanhado de comentários e da resposta do autor convidado. A seção Estudos de Cultura Material é a única constante, com artigos focalizando essa temática a partir de múltiplos enfoques disciplinares, advindas, por exemplo, da História, Antropologia, Arqueologia, História da Arte, Arquitetura, Urbanismo, Geografia, Sociologia. A seção Museus apresenta artigos que integram a abordagem do campo da cultura material aos contextos específicos dos Museus e da Museologia, como questões curatoriais ligadas a exposições, estudos de público, sistemas documentais, colecionismo institucional, práticas educativas, etc. A seção Conservação e Restauração reúne trabalhos que exploram pesquisas e técnicas inovadoras na recuperação de fontes documentais, especialmente objetos, edificações, paisagens e iconografias. A seção Documentos acolhe artigos que problematizam a organização e abordagem de fontes materiais, visuais e textuais, que receberam tratamento nos museus ou instituições afins. A seção Bibliografia dá grande ênfase a balanços bibliográficos, além de publicar resenhas críticas.

Ver anteriores em: http://www.mp.usp.br/publicacoes/anais-do-museu-paulista

Mais: http://www.mp.usp.br/publicacoes/anais-do-museu-paulista/instrucoes-aos-autores

——

2. Estudos em Design (A2 em arquitetura)

Estudos em Design é uma publicação semestral da Associação Estudos em Design. Está aberta a professores e pesquisadores de instituições de ensino e pesquisa de Design no Brasil, na América Latina ou em outros continentes, além de profissionais não docentes interessados na divulgação de suas reflexões sobre Design.

Submissão

Aceita em fluxo contínuo. Mas atenção ao aviso do site: Devido a enorme demanda de artigos em avaliação, o processo de avaliação dos artigos submetidos a partir de fevereiro de 2016 só será iniciado em 2017. O processo de avaliação de artigos tem a duração de 6 a 12 meses.

Para submeter um artigo é preciso pagar uma taxa de R$ 180,00

Mais em: http://estudosemdesign.emnuvens.com.br/design/about/submissions#onlineSubmissions

Regras de submissão: http://estudosemdesign.emnuvens.com.br/public/journals/1/Diretrizes-EED.pdf

 

——

3. Revista Dobras

A revista dObra[s], revista da Associação Brasileira de Estudos e Pesquisas em Moda (Abepem) aceita artigos, entrevistas e resenhas originais de pesquisadores autônomos ou vinculados a instituições públicas ou privadas. São bem-vindos artigos que tratem de moda, figurino, design, corpo, comunicação, artes e humanidades.

Mais em: http://www.estacaoletras.com.br/pdfs/dobras_normas.pdf

——

4. Revista Projéctica

A revista Projetica é uma publicação científica de Design com periodicidade semestral (Junho/Dezembro)  e publica trabalhos inéditos nos seguintes temas: Design: Gestão, Produto e Tecnologia; Ergonomia e Usabilidade; Design de Moda: Design: Educação, Cultura e Sociedade; Design para Sustentabilidade; e Animação, Cinema e Games.
O fluxo de submissão é contínuo.

Para publicação em Junho os artigos devem ser enviados até 30 de Março.

Para publicação em Dezembro os artigos devem ser enviados até 30 de Setembro.

Mais em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/projetica
——

5. Revista da Pós (B1)

A Revista Pós é um periódico científico internacional, arbitrado e indexado, administrado pelo Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP). Seu objetivo é publicar os resultados de pesquisas nacionais e internacionais,  por meio de artigos inéditos, revisados pelo sistema blind peer review, e assim contribuir para a divulgação da produção científica desenvolvida nas diversas áreas relacionadas à arquitetura,  ao urbanismo e ao design.

Serão aceitos artigos em Inglês, Português e Espanhol.

Os artigos deverão ser submetidos até o dia 30 de julho de 2016 da seguinte forma:

  1. Entrar no site da revista: http://www.revistas.usp.br/posfau
  2. Clicar em “Acesso”.
  3. Se for o primeiro acesso preencher os dados pessoais no item “Cadastro”.  Se já estiver cadastrado, basta preencher login e senha.
  4. Seguir as instruções do sistema para realizar a submissão.

O cadastro no sistema é gratuito. Deve ser feito por meio de login e senha. O cadastro é obrigatório para a submissão de trabalhos, bem como o acompanhamento do processo editorial em curso.
——

6. Revista Educação Gráfica (B1 em arquitetura)

A Revista Educação Gráfica é editada pelo Departamento de Artes e Representação Gráfica da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da UNESP, Campus de Bauru, desde 1997. Tem por objetivo a divulgação de reflexões, relatos, resumos de pesquisas e experiências relacionadas com Expressão e Representação Gráficas nas suas mais variadas aplicações seja em Design, Arquitetura, Engenharias, Artes Plásticas, Ciências e áreas afins.Aberta à participação de pesquisadores docentes, discentes e profissionais interessados em discutir os diversos aspectos que envolvem a expressão gráfica, em seu sentido mais amplo, conta com Comitê Científico composto por pareceristas das mais expressivas instituições de ensino de diversas regiões brasileiras e do exterior. 
PRAZOS PARA SUBMISSÃO (A informação abaixo está copiada do site mas acredito que as edições estejam trocadas)Edição do Vol. 20 no. 02 (2016), até 30 de Junho de 2016.Edição do Vol. 19 no. 03 (2016), até 30 de Setembro de 2016.Assim sendo, os interessados em publicar em nossa revista poderão encaminhar seus trabalhos, de acordo com as Normas Editoriais (abaixo) (vide modelo.dot) exclusivamente  pelo e-mail:  educacaografica@gmail.comMais: http://www.educacaografica.inf.br

——-

7. Arquitextos (B1 em arquitetura)

Arquitextos é a revista científica do portal Vitruvius, que conta com a avaliação B1 do sistema Qualis da Capes. Abaixo relacionamos informações importantes sobre condições gerais da publicação, avaliação dos artigos e dados para contato com o editor:

Condições gerais
– a colaboração não é remunerada;
– o artigo fica disponibilizado por tempo indeterminado;
– o artigo recebe um número único e intransferível, permitindo a correta citação do mesmo em artigos, livros e demais publicações;
– o endereço eletrônico também é exclusivo, permitindo links diretos para o artigo e sua inclusão em citações;
– os artigos redigidos originalmente em espanhol e inglês serão publicados na versão original, mas poderão ser publicados também em português, por interesse do autor;
– a eventual tradução do inglês e espanhol para o português fica a cargo do autor;
– a avaliação dos artigos redigidos originalmente em espanhol e inglês acarreta, em geral, um tempo maior para avaliação.

Avaliação
– a partir do dia 01 de setembro de 2008 foi adotado o sistema “avaliação cega” (blind review), com as seguintes possibilidades de enquadramento: a) aprovado; b) não aprovado; c) aprovado com sugestões e/ou restrições (artigos potencialmente de boa qualidade, mas com problemas pontuais de redação, argumentação, dados factuais, etc); d) reprovado com sugestões para reapresentação (artigos com boas idéias e/ou pontos de partida, mas com problemas estruturais que precisam necessariamente ser equacionados);
– solicita-se ao autor que identifique em vermelho todas as referências no texto que possam identificar a autoria;
– todas as colaborações são avaliadas pelo Conselho Editorial de Arquitextos (ver abaixo) ou por um de nossos pareceristas ad hoc (professores doutores vinculados às principais instituições universitárias do país);
– como a avaliação é feita de forma voluntária e sem remuneração, não há um prazo previamente estipulado para a avaliação, que será realizada o mais rápido possível, dentro das condições e disponibilidades de cada parecerista.

Contato
– os contatos com o editor de Arquitextos – para envio de texto e imagens, ou para eventuais dúvidas – devem ser mantidos através do email arquitextos@vitruvius.com.br.

Mais: http://www.vitruvius.com.br/revistas/browse/arquitextos

——

8. Revista da Pós Graduação em artes da escola de belas artes da UFMG (A2)

Esta revista é temática, cada vez abordando uma arte. Na próxima edição o tema será sobre cinema.

Veja abaixo a chamada de artigos:

chamada


——

 

9.  Museólogies Research Journal

The Carte Blanche Approach to Collections: An Event-Driven Strategy

Guest Editors: Geneviève Chevalier (Université du Québec en Outaouais—UQO) and Mélanie Boucher (UQO)

Raid the Icebox 1, with Andy Warhol, presented in 1970 at the Rhode Island School of Design Museum in Providence, U.S.A., was an exemplary instance—and a relatively rare one for the period—of an artist being granted complete freedom to interact with a museum’s collection. In the late 1980s, and even more so in the 1990s and after the turn of the millennium, museums would embrace this formula systematically as a way of revitalizing their display practices. Such carte blanche invitations were extended to artists, curators, film-makers, philosophers and specialists from a variety of backgrounds, all of whom brought their own fresh perspectives to museum collections. What were they really about, these invitations that claimed to give artists and other guests from outside the museum’s walls full powers with regard to the works inside? Can projects of this type be distinguished from others, notably commissions, by the greater degree of freedom they apparently offer? Or does the main attraction of this model stem from the fact that it enables museums to “make things happen,” to create events using their holdings? In these carte blanche eventsa novel presentation bearing the stamp of a well-known artist or some other figure generates a certain short-term appeal. This strategy, which employs an event paradigm to showcase collections, could indicate a waning of energy on the part of the museum, while assuming that the institution, artist and guest all share a common interest. While museums want to see their collections take on new meaning, artists view them as sites to be explored and approach them as raw material they can use to forge a novel way of thinking or a new work. These new roles, with the artist acting as museologist and the curator as scenographer or archivist, can yield critical, poetic and conceptual results.

This type of practice has become so widespread that certain museums that had instituted innovative carte blanche programs are now abandoning them. It is as if the sheer number of such initiatives had made such events commonplace and reduced their impact. It has become essential, therefore, to question the event imperative that drives such strategies and appears to have taken over collections via the carte blanche. With these considerations in mind, this special edition of Muséologies will try to answer the following questions:

  • What factors have led museums to open their holdings to artists, curators, philosophers, film-makers and specialists from a variety of other backgrounds?
  • What conditions are conducive to carte blanche invitations? And are the latter actually what they claim to be?
  • What impact does the carte blanche have on museum practices and collections?
  • Does the increasingly systematized carte blanche still have the potential to yield innovative or even truly original ideas, or has it become just one more formula among others?
  • What have been the main types of carte blanche so far? Which projects have had a major impact? What do they have in common? How do they differ?
  • What does this strategy have to offer the world of the museum, apart from more visitors and media coverage? And how important are the museum and its collections to the work of the artist museologist, curator or other specialist?

For this special edition, we are looking for contributions that examine the following aspects:

  1. The development of the carte blanche strategy within the context of the museum and its relevance to institutional, curatorial and artistic
  2. The role of the event imperative in the development of this museum
  3. The contributions of artists and other specialists in updating institutional discourse with regard to
  4. The history of the carte blanche and analysis of some exemplary instances of its
  5. The different types of cartes blanches, for example, artists’ residencies, the design of new collection display parameters, the insertion of one or more artworks in galleries usually devoted to collections, the creation of original works through dialogue with a collection or in relation to a specific piece in
  6. The dynamic that is instituted once a carte blanche intervention gets underway in a museum
  7. The new uses of the collection that result from
  8. The influence or impact of the carte blanche on museum

Deadline for proposals (abstracts): May 15, 2016 Announcement of the final selection: June 15, 2016 Submission of papers for evaluation: December 15, 2016

Publication of the papers selected by the Editorial committee: Fall 2017

Muséologies is a peer-reviewed publication cutting across the arts production and the arts scene, the humanities and the social sciences. Its mandate is to publish and promote interdisciplinary research centered on the contemporary museum’s multiple functions.

Submission Details: Please send a 600-word proposal as a double-spaced .doc (Word document) file by email. Include your name, complete contact information, and the university, museum, or organization that you are affiliated with. Please use the following subject heading: “Muséologies Proposal vol. 9 n° 2.”

Proposals must be sent before May 15, 2016, to: genevieve.chevalier@uqo.ca

Evaluation: The editor and the editorial committee will analyze your proposal and will inform you of their decision. Articles will be selected based on their contribution to the field of museum and curatorial studies, art history and theory, architecture and urban theory, or arts and cultural education. The clarity of communication, the strength of the research and associated methodologies, and the relationship to the issue’s themes will also be important criteria in the evaluation.

Authors whose proposals are accepted will develop an article (notes and references included) no longer than 7000-word in English or French. Please note that all articles will be peer-reviewed anonymously.

Expected publication date: Fall 2017

 

 

SEMINÁRIOS, CONGRESSOS E AFINS

10. 5º Seminário de Museografia e Arquitetura de Museus

5º Seminário Museografia e Arquitetura de Museus: Fotografia e Memória será realizado nas cidades do Recife, Madrid, Lisboa e Rio de Janeiro entre 13 de outubro e 18 de novembro de 2016, dando continuidade aos encontros de profissionais e estudiosos da Arquitetura, Museologia e Patrimônio organizados, desde 2001, pelo Grupo de Estudos de Arquitetura de Museus do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura – PROARQ, da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, destinando-se a professores, estudantes de pós-graduação, profissionais, estudiosos e pesquisadores.

CALENDÁRIO 

  • 15 de fevereiro de 2016 – lançamento da Chamada de Trabalhos e abertura de inscrições;
  • 1º de maio de 2016 – data limite para envio dostrabalhos completos;
  • 27 de maio de 2016 – data limite para o aceite dos trabalhos com os pareceres dos avaliadores;
  • 10 de junho de 2016 – data limite para o aceite definitivo dos trabalhos;
  • 30 de agosto de 2016 – data limite para realização da inscrição com o envio do comprovante.

Mais em: http://www.arquimuseus.arq.br/site/not%C3%ADcias/207-5º-seminário-internacional-museografia-e-arquitetura-de-museus.html?showall=1&limitstart=

—— 

11. 12º P&D (Pesquisa e design)

O P&D 2016 é promovido pela Universidade do Estado de Minas Gerais – UEMG, com o apoio do Centro Universitário UNA, e tem, como público-alvo estudantes, pesquisadores, docentes e profissionais da área de Design.

Os Eixos temáticos contam com diversas áreas ligadas aos ambientes ou espaços.

A submissão dos trabalhos ocorrerá por meio de formulário eletrônico, através do site www.ped2016.com.br, no período de de abril ademaio de 2016. Para submeter o trabalho à avaliação, é necessário pagar uma taxa de submissão de R$ 60 (sessenta reais) por cada trabalho submetido (artigo completo, iniciação científica, projetos de protótipos). A submissão dos trabalhos só será confirmada mediante pagamento da taxa de submissão pelo boleto bancário gerado. É responsabilidade dos autores a inscrição do(s) trabalho(s) na(s) categoria(s) correta(s). Somente os trabalhos com confirmação de pagamento da submissão serão encaminhados para avaliação. No caso de não aprovação ou não classificação dos trabalhos, os valores pagos não serão devolvidos.

——

12.  IV Seminário Preservação de Patrimônio Arqueológico

O MAST, por intermédio de seu grupo de pesquisa “Museologia e preservação de acervos culturais”, organiza um seminário para discutir aspectos relacionados à preservação do patrimônio arqueológico. O evento contará com especialistas que se manifestarão sobre temas específicos, através de conferências, constituindo-se também em espaço para apresentação de trabalhos a serem avaliados e selecionados pelo Comitê Científico do evento.

O evento acontecerá entre 5 e 7 de outubro, no MAST.

link para o site do evento: http://www.mast.br/ivsppa/inicio.html

Os interessados em apresentar trabalhos oralmente devem seguir as instruções existentes na página e as datas importantes são:

Submissão de resumos: até 30 de abril, 2016.
Resultado da avaliação dos resumos pelo Comitê Científico: 16 de maio.
Envio de textos completos para publicação: até 09 de agosto, 2016.

link para o formato padrão de apresentação de resumos: http://www.mast.br/ivsppa/resumo.doc
O evento publicará anais eletrõnicos com ISBN, contendo os textos completos dos trabalhos selecionados para apresentação.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s