Os cavaletes de Lina Bo Bardi

14282520

O novo diretor do MASP, Adriano Pedrosa, anunciou no ano passado que iria ressuscitar os cavaletes de vidro de Lina Bo Bardi. Ontem, na página do facebook, este projeto mostrou que vai se confirmar, em um anuncio que tem o texto “em breve volta ao MASP” e a foto da exposição dos cavaletes.

Os cavaletes de Linas foram subversivos, chocantes, inovadores. Os quadros transpõe os limites do quadro, cria relações inimagináveis entre as obras e o espaço. As obras flutuam, conversam, se contrapõe. O espaço se divide entre sério e lúdico, podendo criar relações interessantes e até mesmo divertidas com os visitantes.

28903e3c233d_masppinacoteca02a

Inaugurada em 1968 com o Museu, a exposição não somente fazia com que as obras criassem uma nova relação com o espaço do museu, mas também com o espaço da cidade, dado que estavam dentro do MASP, cuja transparência deveria convidar os cidadão comuns a entrar no Museu e conseguir a tão sonhada (especialmente por Lina) popularização da Arte.

Em 1996 estes suportes expositivos foram tirados do Museu e aos poucos foi criado um espaço de Cubo Branco, uma perspectiva expográfica diametralmente oposta à de Lina. As paredes brancas, isolam a obra da influencia de qualquer outra e as vezes até mesmo da moldura.

O novo diretor, ao contrário, vem de encontro a estas decisões e resolve resgatar a memória do Museu, buscando a sua vocação primeira, dando a todos aquela curiosidade de vista a exposição, de entender melhor o pensamento expositivo e arquitetônico, de uma exposição e um edifício inter-relacionados, contínuos e coerentes.

Não vejo a hora de conhecer o que a equipe de Adriano Pedrosa resgatou, reconstruiu, ressuscitou.

Um comentário sobre “Os cavaletes de Lina Bo Bardi

  1. Bom dia, Renata.
    Achei seu blog casualmente pesquisando sobre expografia. Também sou arquiteta da FAU, não mais morando em SP, mas buscando agitar, propor e montar exposições onde moro agora, sul de Minas. Gostei muito de seus artigos, Parabéns pela abordagem séria e fundamentada. Também achei uma pena, um desrespeito a retirada dos cavaletes propostos pela Lina.
    Grande abraço
    Anita

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s